BrasilCoronavírusNotíciasSaúde

Tecido capaz de neutralizar coronavírus é desenvolvido no Brasil

A expectativa é de produção de 600 mil peças por mês com o tecido antiviral, entre máscaras, aventais e uniformes hospitalares.

Uma parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Bio-Manguinhos (unidade da Fiocruz) e Diklatex permitiu o desenvolvimento de um tecido que pode neutralizar o novo coronavírus. Testes preliminares foram realizados no início de junho e demonstraram que as amostras do tecido foram capazes de inativar mais de 99,9% das partículas virais respiratórias do sarampo e da caxumba. Em seguida, após testar positivamente para os dois vírus, os pesquisadores confirmaram a mesma eficácia para a covid-19.

De acordo com informações da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Bio-Manguinhos, em parceria com o Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (Senai CETIQT) e Diklatex, está avaliando experimentalmente a ação desses tecidos antivirais para a produção de máscaras e aventais. De acordo com a chefe do Laboratório de Tecnologia Virológica (Latev), Sheila Maria Barbosa de Lima, um dos tecidos avaliados foi capaz de inativar 99,9% das partículas virais do novo coronavírus após um minuto de contato do vírus com o material.

“A comprovação da ação anti-SARS-CoV-2 do tecido produzido pelo SENAI CETIQT/Diklatex se destaca no cenário atual do País em meio à pandemia como um importante equipamento de proteção no combate à disseminação do vírus”, afirma a chefe do Latev.

Para o diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi, o resultado da parceria demonstra que “a inovação é decisiva para o Brasil enfrentar as consequências do novo coronavírus e também será essencial no pós-pandemia, quando o País terá o desafio de repensar a atividade produtiva para que seja mais forte e competitivo diante das oportunidades que vão surgir”.

A expectativa é de produção de 600 mil peças por mês com o tecido antiviral, entre máscaras, aventais e uniformes hospitalares. Segundo a CNI, desde março, equipes com vários profissionais vêm trabalhando no desenvolvimento do material, dentro de um projeto que foi selecionado pelo Edital de Inovação para a Indústria. (Equipe AE)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios