Blogs e ColunasNotícias

Ou a caixa de gordura ou os pássaros


-Quem já limpou uma “Caixa-de-gordura”??!! Hummm…Creeedo…!!!!
-Quem já leu minha crônica anterior: “Observando os passarinhos no meu quintal“??!! Ohhhh…Criiido…!!!!
Primeiramente, honras e glórias às caixas de gorduras. E depois, mais honras e mais glórias, aos pássaros de todos os quintais.

A caixa de gordura é uma importante linha defensiva de nossa tubulação residencial ou comercial. Comumente feita de concreto ou pré-fabricada em PVC, funciona como um balde de coleta de óleos residuais (gorduras) e restos sólidos de alimentos, que passaram através do ralinho da pia da cozinha.

Toda água que vem da pia, cai dentro da caixa, e pelo fato de o óleo ser mais leve e não se misturar com a água, as gotículas de gordura são elevadas até a superfície, ficando retidas, boiando dentro da caixa.

Acompanhe na figura acima. A água que fica no fundo, passa por um tubo sifão localizado na parte de baixo da caixa, e vai para a tubulação de esgoto. O sifão impede o retorno do mal cheiro do esgoto. Ao não ser eliminado totalmente pelo sifão, uma parte dos resíduos dos alimentos também se deposita no fundo da caixa. Com o tempo, a gordura se acumula em placas em cima e os resíduos sólidos em baixo, necessitando serem removidos, ou o sistema entope-se.

Por isso, a manutenção periódica, com higienização do interior da caixa, é muito importante. Ainda mais quando falarmos da vida intensa, porém repugnante, que se desenvolve na escuridão mal cheirosa deste ambiente asqueroso.

Em seguida, os pássaros do meu quintal.
Conforme escrevi em minha crônica anterior, tenho no meu quintal, uma pequena plataforma de madeira com alguns preguinhos fixados com as respectivas cabeças expostas, o suficiente para se fincar neles, cascas e restos das frutas que foram consumidas no dia anterior, ou mesmo, frutas inteiras passadas e/ou, às vezes, de boa qualidade, também.

De manhã, disponibilizamos as frutas na plataforma, principalmente: mamão, banana e maçã. Imediatamente, começa a visitação festiva da exuberante e multi colorida passarinhada, neste ambiente ensolarado, arejado, saudável e muito agradável !!!

Porém, parem de admirar os passarinhos agora, porque, ai meu Deus, a pia tá entupida!!! E agora??!! Isso não pode ficar assim, nem mais um minuto!!!
Quem vai limpar a caixa de gordura??!! Pressão total!!!

Aqui em casa, quem a limpa é o Deli jardineiro, com a minha ajuda.
Quando tiramos a tampa da caixa, lá vêm muitas baratas e uns ratinhos de brinde. Ô bichinhos nojentos!!! Porém se foram salvos na arca, é para que existam!! Mas são nojentos, ah!!…isso são!!

Obrigado, Noé!! Esta devemos a você, que não tinha caixa de gordura na arca, senão queria só ver…
Saem as baratas e os ratos, matamos todos na porrada, Argh…!!! Sinto muito, Noé!! Eles não podem ir para dentro de casa, de jeito nenhum. E dentro da caixa, estão as colônias de vermes, mais nojentos ainda, agregados à massa de dejetos em decomposição.
Tão esquisitinhos…tão fedidinhos…!!!

Vamos raspando seu interior com colher de pedreiro, e os vermes vêm juntos com a massa fétida retida, e que massa….(Argh…!!!)².
Põe fedor nisso…!!!

Vejam que paradoxo, a caixa de gordura, mesmo importante para a saúde do lar, abriga na escuridão de seu interior, uma massa orgânica composta pelos resíduos de cozinha, deteriorados, que alimentam: ratos, baratas, vermes, micróbios, vírus, bactérias e fedem prá caramba…!!!

Enquanto que na plataforma da passarinhada, maravilhosamente colorida, festiva e canora, há limpeza, asseio, alimentos saudáveis, sol, brisa, céu à vista, água limpa. Tudo de bom!!! Tudo de belo!!!

Mais paradoxal ainda, é que, a minha caixa de gordura, localizada na área de serviço da casa, fica exatamente em frente à plataforma dos pássaros no gramado do quintal, embaixo da jabuticabeira, a uns 10m de distância.

Foi então que, durante a última limpeza da caixa de gordura, olhando os pássaros, despertei-me para uma reflexão sobre o ambiente que podemos escolher livremente para nós mesmos e para as nossas vidas, e as consequências inevitáveis dessa escolha.

Lembrei-me do meu saudoso pai, que me ensinou: “A semeadura é livre, porém a colheita é obrigatória”.
Na verdade, nós podemos escolher ser uma caixa de gordura e abrigar na escuridão desta escolha, toda a sorte de misérias humanas. E como consequência, o mal cheiro existencial será exalado em nossas ações e à nossa volta. Seremos mais um verme repugnante no interior da caixa.

Poderemos também, escolher ser uma plataforma para belos pássaros e abrigar na claridade desta escolha, toda a sorte de qualidades humanas, e o aroma desta escolha existencial, também será irradiado em nossas ações.
Seremos mais um pássaro colorido, a desfrutar das belezas do universo.

Do ponto de vista biológico, os vermes que habitam a caixa são importantíssimos para o micro bioma localizado. Devemos ser gratos a esses animaizinhos obscuros e comumente desprezados, assim como devemos ser gratos aos urubus, quase sempre estigmatizados.

Todos são muito importantes para o asseio natural dos sistemas em que vivemos. Obrigado, Noé, por tê-los salvos todos, na arca. Você, certamente, já visualizava o equilíbrio ambiental sustentável, mesmo em ambientes restritos. Ah!! se não fossem os vermes que consomem a podridão dos nossos rejeitos diários. Gratidão a todos!!

Do ponto de vista filosófico, a degradação moral humana pode ser comparada à podridão fétida no interior da caixa de gordura.

Ao abrigo da escuridão, a perversão dos sentimentos, a corrupção, as promiscuidades mundanas, os tráficos torpes e as ideologias racistas nazi-facistas, são vermes nojentos e asquerosos que abrigamos dentro de nós, tais como: orgulho, vaidade, arrogância, prepotência, egoísmo, soberba, insolência, ostentação, futilidade, presunção, despotismo, autoritarismo, descaso, descaramento, malícia, cinismo, mentira, desonestidade, velhacaria bandalheira, infâmia, torpeza, desonra, crueldade etc…etc…etc… 

Já, a opção pela elevação moral e ética dos sentimentos, pode ser comparada à luminosidade radiante da plataforma dos pássaros.

Ao abrigo sadio dos dignos propósitos, a consciência tranquila atrai e irradia vibrações de rara beleza, tais como: honestidade, dignidade, probidade, integridade, honradez, decência, decoro, rectidão, respeitabilidade, seriedade, isenção, magnanimidade, generosidade, educação, pudor, recato, cavalheirismo, compaixão, transcendência, bondade, fraternidade, benemerência, temperança, lealdade, pureza, estima, candura, modéstia respeito, cortesia, singeleza, genuinidade etc…etc…etc… 

Portanto se “a semeadura é livre, porém a colheita é obrigatória“, lembro o mestre Paulo Freire:
A pessoa consciente tem um entendimento diferente da história e seu papel nela. Ele se recusa a acomodar-se, por isso se mobiliza e se organiza para mudar o mundo”.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios