EducaçãoMGNotícias

Justiça decide hoje, sobre o retorno às aulas presenciais na rede estadual de ensino

SindUte alega falta de segurança para professores, servidores e alunos

Justiça mineira decide hoje, quinta-feira, dia 10, a volta às aulas na rede estadual de ensino. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) colocará em pauta e concluirá, a partir das 13h30, o julgamento do mérito de mandado de segurança que impediu o retorno das aulas presenciais em meio à pandemia do coronavírus.

No final de maio, quatro dos cinco desembargadores foram favoráveis ao retorno das aulas, com a condição de que o governo garantisse segurança no trabalho, sem o risco de infecção pelo vírus SARS-CoV 2, causador da Covid-19, mas o desembargador Versiani Penna pediu vista do processo.

Na audiência de hoje, cujo relator é o desembargador Bitencourt Marcondes, a expectativa é de que o magistrado Versiani Penna dê seu parecer, confirmando o retorno das aulas.

Quem apresentou recurso e se posicionou contrário ao retorno das aulas presenciais foi o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUte/MG), que alegou falta de segurança aos trabalhadores e alunos.

Na terça-feira, dia 8, o governador Romeu Zema (Novo), em entrevista à Rádio Itatiaia disse ser favorável a volta às aulas, porém, ressaltou que a decisão caberia a Justiça de Minas.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios