LavrasNotíciasPolícia

Idoso de 74 anos cai em golpe em Lavras

Polícia Militar apreende menor em hotel com cartões e documentos de terceiros, PM acredita que o rapaz faz parte de quadrilha paulista de golpistas

No início da noite da última quarta-feira, dia 22, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), recebeu denúncia de estelionato em Lavras. A vítima foi um homem aposentado, idoso de 74 anos, morador do bairro Artur Bernardes, na Zona Sul de Lavras, enviando posteriormente viatura ao local.

A vítima, contou aos policiais que havia recebido durante a tarde uma ligação telefônica de uma mulher, que se identificou como sendo funcionária de uma agência bancária da cidade, onde o idoso tem conta. A mulher perguntou se ele havia gasto uma quantia de R$ 1.050 com seu cartão e ele negou, diante disso, a mulher disse então que ele havia provavelmente caído em um golpe, mas que o banco contestaria o gasto, para isso, enviaria até sua residência um funcionário para pegar o cartão.

Golpistas ligam se passando por funcionário do banco Imagem: Internet

A suposta funcionária da agência bancária pediu a ele que redigisse uma correspondência de próprio punho autorizando o banco contestar a despesa. Alguns minutos depois um jovem foi até sua residência buscar o cartão, a carta e a senha para poder fazer a contestação do suposto gasto indevido. De posse dos documentos, o rapaz foi embora.

Mais tarde ele tomou conhecimento de que havia sido debitado em sua conta uma despesa no valor de R$ 5 mil. Imediatamente ele entrou em contato com o banco, que confirmou a despesa no Mercado Livre. Ele contou a história e o gerente do banco esclareceu que esta forma de procedimento o banco não fazia e que ele provavelmente havia caído em um golpe.

Os policiais então conseguiu imagens de uma câmera de monitoramento da rua onde a vítima mora e descobriu que o rapaz, suposto funcionário do banco que havia buscado os documentos, teria chegado até a residência da vítima em um táxi branco, e os militares conseguiram, através das imagens, a placa do carro.

Publicidade

Os policiais procuraram o taxista que informou que o passageiro estava hospedado em um hotel próximo ao terminal rodoviário. De posse dessa informação, os policiais foram até o hotel e chegaram até o quarto onde estava hospedado o jovem.

No quarto foram encontrados diversos cartões, máquinas de passar cartões, cartas redigidas de próprio punho por outras supostas vítimas, comprovantes de transações bancárias de valores elevados e outros documentos.

Os policiais encontraram também em posse do rapaz uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa, que ele havia apresentado na recepção do hotel. Os militares encontraram ainda cigarros de maconha e uma bucha da mesma droga. O rapaz disse que estava sozinho no hotel, porém, enquanto a PM conversava com ele, um entregador de sanduíches levou até o apartamento que ele estava hospedado, quatro sanduíches.

Sobre o idoso, ele contou que realizou uma transação na função de débito utilizando uma máquina de mercado pago e que o dinheiro havia caído na conta de uma pessoa de São Paulo, que seria uma conta alugada para estes tipos de golpes e que o favorecido ele o conhecia apenas como Jorge. O criminoso contou que está na prática desta modalidade criminosa há aproximadamente um mês e que havia sido apreendido em Poços de Caldas pela prática do mesmo crime.

A PM de Lavras checou e constatou que ele é menor, 17 anos, e por isso não foi preso em Poços de Caldas. A PM descobriu também que cerca de um mês atrás, um homem em Lavras havia caído num golpe semelhante e levou o criminoso até sua casa. A vítima então o reconheceu como sendo o rapaz que havia buscado documentos em sua casa na ocasião do golpe.

Ele então foi conduzido até a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (Depol), juntamente com todo o material arrecadado na ação criminosa. Dois conselheiros tutelares acompanharam sua apresentação na Depol.

A PM acredita que o menor é um integrante de uma quadrilha paulista de golpistas que está agindo no Sul de Minas. Como o criminoso é menor de idade e tem o amparo da lei, em comum acordo com os conselheiros, ficou acordado que o menor golpista se apresentará a autoridade policial posteriormente.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios