BrasilNotíciasPolítica

Governadores se revoltam com pronunciamento de Bolsonaro

O presidente voltou a se referir ao coronavírus como "gripezinha", disse que o isolamento é exagero, criticou os gestores que optaram por fechar escolas e culpou a imprensa pelo que chama de histeria

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Governadores criticaram o pronunciamento feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em rede nacional na noite desta terça-feira (24) e disseram que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, perdeu legitimidade.

O presidente voltou a se referir ao coronavírus como “gripezinha”, disse que o isolamento é exagero, criticou os gestores que optaram por fechar escolas e culpou a imprensa pelo que chama de histeria.

Segundo o Ministério da Saúde, 46 pessoas morreram vítimas da doença e mais de 2.000 foram infectadas.O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), afirmou que a fala indica que “estamos sem direção”. “Desconectado da realidade, desconectado da ação do Ministério da Saúde, atrapalha o trabalho dos governadores e menospreza os efeitos da pandemia”, afirmou.

“Os governadores precisam se reunir, estamos sem coordenação. O ministro e os governadores de um lado e o presidente menosprezando a pandemia de outro”, disse.

O discurso, segundo o governador, desautoriza o trabalho do ministro Mandetta. “O ministro não tem legitimidade para permanecer mais no ministério”, disse.

Flávio Dino (PC do B), governador do Maranhão, avalia que Bolsonaro “viu que perdeu a governabilidade”. “Ele mesmo deflagrou o seu próprio processo de impeachment. Está completamente fora da realidade”, afirmou.

Publicidade
Fonte
Notícias ao minuto

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios