BrasilNotíciasPolítica

Eleições 2020: cartórios já estão recebendo itens de higiene e proteção

TRE está enviando para as zonas eleitorais itens como álcool em gel, máscaras descartáveis e protetor facial

Cada um dos quase 16 milhões de eleitores mineiros, mais de 177 mil mesários e cerca de 51 mil colaboradores pode ficar tranquilo, porque os itens doados à Justiça Eleitoral para garantir a proteção de todos contra o novo coronavírus no dia das eleições municipais já estão sendo enviados para as 304 zonas eleitorais mineiras, para serem utilizados nos 853 municípios mineiros nas Eleições 2020.

Há cerca de 20 dias o TRE começou a receber caminhões com os materiais doados por 26 instituições e empresas privadas à Justiça Eleitoral. São itens como álcool em gel, álcool líquido, máscaras descartáveis, protetores faciais (face shield) e adesivos para marcação de distanciamento de 1m entre as pessoas nos locais de votação.

O Tribunal recebeu 17 carretas, que trouxeram cerca de 2 milhões e 240 mil itens, incluindo, por exemplo, mais de 1 milhão e 200 mil máscaras, 232 mil frascos de álcool em gel de 215 ml (para mesários e apoio logístico), 201 mil frascos de álcool em gel de 500ml (para as seções eleitorais) e 236 mil protetores faciais. Além dos materiais doados, há itens de limpeza adquiridos pelo TRE, como vassouras e papel toalha. Trinta funcionários do Centro de Apoio do Tribunal estão colaborando na separação e encaminhamento dos materiais aos cartórios, trabalho que será finalizado até o dia 15 de outubro. Ao todo, serão cerca de 40 mil volumes de encomenda, enviados pelos Correios.

A atividade empolga trabalhadores como o almoxarife Ítalo Fernando: “Tudo parte daqui, através da nossa ajuda. Quando a gente vê tudo certinho nas seções, a gente se sente bem feliz de participar da eleição. Gera um orgulho ver tudo dando certo”.

Assista à reportagem em vídeo sobre o envio dos itens de proteção às zonas eleitorais,abaixo

Publicidade

Plano de Segurança Sanitária

No início de setembro, o TSE divulgou o Plano de Segurança Sanitária das Eleições Municipais de 2020 (formato PDF), elaborado com ajuda da consultoria sanitária formada por especialistas da Fundação Oswaldo Cruz e dos hospitais Albert Einstein e Sírio Libanês. O documento informa as medidas a serem adotadas pela Justiça Eleitoral em todo o Brasil para minimização dos riscos de contaminação pelo novo coronavírus nos dias de votação e traz recomendações para eleitores, mesários, candidatos e todos os envolvidos no processo eleitoral.

Cada mesário receberá três máscaras descartáveis, um frasco de álcool em gel e um protetor facial (face shield) para atuação no 1º turno, que acontece no dia 15 de novembro. Nas cidades onde houver 2º turno (29 de novembro), os mesários receberão mais três máscaras. O protetor facial e o frasco de álcool em gel devem ser guardados para nova utilização. Outros colaboradores, como os administradores de prédio e os coordenadores de acessibilidade, também receberão máscaras, álcool em gel e protetores faciais.

Nas seções eleitorais, haverá adesivos marcando o distanciamento de 1m entre as pessoas nas filas; álcool em gel para os eleitores higienizarem as mãos antes e depois de votar; álcool líquido para os mesários higienizarem as mesas e cadeiras em que estarão trabalhando e também as canetas de uso comum, após a utilização por cada eleitor. De qualquer forma, a Justiça Eleitoral incentiva que cada eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação.

Outras recomendações para os eleitores são que cada um vá votar sozinho, se possível, e permaneça no local de votação apenas o tempo necessário para registro do voto.

O uso de máscara será obrigatório em todos os locais de votação. E o protocolo de identificação do eleitor foi alterado, para reduzir o máximo possível o contato entre eleitores e mesários. Confira o passo a passo da votação (formato PDF).

É importante ressaltar que o TSE incorporou o Plano de Segurança Sanitária às normas vigentes para o pleito deste ano, por meio da Resolução nº 23.631/2020.

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios